O orgânico e o seu valor

EMAIL
FACEBOOK0
FACEBOOK
GOOGLE
INSTAGRAM0
PINTEREST0
PINTEREST

Hoje em dia encontrar lojas físicas ou virtuais especializadas em produtos orgânicos é bem comum. Todo hipermercado possui uma seção dedicada a orgânicos. Há 10 anos eu tinha que andar muito para encontrar uma alface sem agrotóxicos, uma massa de pizza orgânica era inimaginável. Agora ficou bem mais fácil, o problema é o custo.

Os orgânicos geralmente são produzidos por empresas familiares que não se beneficiam dos mesmos incentivos das grandes empresas alimentícias de não-orgânicos ou transgênicos. O produtor de orgânicos é avaliado rigorosamente por uma certificadora e ao final tem que pagar uma taxa anual para receber o seu certificado e poder colocar aquele selinho na sua embalagem, este custo é repassado para o consumidor.

Com o aumento da procura, da quantidade de lojas especializadas em orgânicos, o incentivo crescente do Governo nos pequenos produtores e a ajudinha das Redes Sociais, esta realidade esta se alterando. Produtos com preços mais acessíveis podem ser encontrados em feiras, eventos ou através de compras coletivas. Há 10 anos era difícil encontrar a alface, agora 10 minutinhos na sua rede social preferida, um vinho orgânico de R$ 30,00 pode ser comprado por R$ 18,00.

Dar preferência em comprar diretamente dos pequenos produtores, seja através de compras coletivas, lojas virtuais ou pequenos comerciantes, ajuda na redução dos custos e no fortalecimento da cadeia produtiva.

O custo de manter a nossa saúde é alto, remédios, vitaminas e suplementos alimentares são bem caros. O aumento de consumo de alimentos orgânicos aumenta nossa saúde, faz com que as doenças desapareçam e as visitas as farmácias escasseiem.

Aprender outras formas de preparar a nossa comida, balancear o nosso cardápio com alimentos otimizados de baixo custo como: grãos germinados, águas fermentadas, saladas fresquinhas, leites vegetais, elevará substancialmente a nossa qualidade de vida por um ótimo custo benefício.

Pense com carinho, será que não vale a pena adotá-los? :)

Beijos Matricaria