Soja: Biografia não autorizada

EMAIL
FACEBOOK0
FACEBOOK
GOOGLE
INSTAGRAM0
PINTEREST0
PINTEREST

soja“Por décadas temos ouvido falar que a soja é um alimento maravilhoso, um dos únicos grãos com a cadeia completa de aminoácidos essências, sendo uma poderosa fonte de proteínas para os vegetarianos, sem contar na grande quantidade de fitoestrogênios que auxiliam no processo natural de reposição hormonal feminina. Mas será que um alimento tão saudável pode ser prejudicial?

Infelizmente a resposta é sim, o consumo elevado de soja está associado aos seguintes problemas de saúde:

  • Má nutrição
  • Problemas digestivos
  • Disfunção da tireoide
  • Deficiência Cognitiva
  • Infertilidade
  • Câncer
  • Doenças cardíacas

 Atualmente 90% da soja produzida no Brasil é geneticamente modificada, transgênica, pesquisas em animais tem mostrado efeitos devastadores: alergias, infertilidade e altas taxas de mortalidade infantil.

box

As plantações de soja são pulverizadas com diversos herbicidas, onde a grande maioria é cancerígeno, o desmatamento da Floresta Amazônica é alarmante e pode causar danos irreparáveis ao meio ambiente.

A soja, mesmo orgânica é rica em toxinas, que afetam o nosso organismo, dificultando a assimilação de minerais como cálcio, zinco e magnésio, causando problemas no pâncreas, aumentando a necessidade de ingestão de maiores doses de vitamina D e contribuindo para a deficiência de B12.

No oriente o consumo de soja não é tão alto como achamos, lá a soja é consumida em pequenas quantidades e adicionada aos pratos através de saborosos temperos fermentados.

O processo de fermentação da soja elimina as perigosas toxinas, tornando o alimento seguro e benéfico, produtos a base de soja fermentada são livres das maléficas toxinas e extremamente saudáveis.

agricultura_soja_graoO shoyo, missô e tempeh são os mais populares produtos produzidos através do processo tradicional de fermentação, são bem saborosos e saudáveis, dê preferência aos produzidos com soja não-transgênica e orgânica.  Infelizmente o tofu, o leite de soja, iogurte  e a carne de soja – proteína de soja texturizada não são obtidos pelo processo de fermentação, e devem ser evitados ou consumidos com moderação.

Nozes, castanhas, feijão azuki, lentinha, gergelim e quinoa são excelentes fontes de proteína vegetal, e a linhaça possui uma quantidade de fitoestrogênios equivalente a da soja, sendo um excelente repositor hormonal feminino.

 

Autoria: Redação Matricaria