A natureza da vida-morte-vida…

EMAIL
FACEBOOK0
FACEBOOK
GOOGLE
INSTAGRAM0
PINTEREST0
PINTEREST

Existem momentos na vida, onde achamos que perdemos o rumo. Nos sentimos desconectadas, percebemos algo não faz mais sentido ou que precisa ser resgatado. As vezes nos esquecemos da sabedoria oculta presente nestes processos cíclicos. Mas se olharmos para a natureza em busca de inspiração, percebemos que a vida surge a partir de momentos como este. É justamente em meio a aparente aridez que existe um grande potencial de renascimento, uma semente oculta prestes a romper a terra e brotar.

Recuperar esta natureza selvagem, que nos reconecta aos ciclos da vida-morte-vida, envolve conhecer e acolher nossas próprias sombras, identificar aquilo que alimenta a nossa alma, investigar a fundo os nossos valores, seguir a voz da nossa intuição. Todas estas são tarefas para quem procura resgatar o contato com o arquétipo da Mulher Selvagem.

“Se tivermos o rizoma, a base, a parte original, se tivermos o trigo para semear, qualquer dano poderá ser reparado, qualquer devastação poderá ser corrigida com outra semeadura (…), as sementes duras podem ser postas de molho para que amaciem, para ajudá-la a abrir e brotar. Dispor da semente significa ter acesso à vida. Conhecer os ciclos da semente significa dançar com a vida, dançar com a morte, dançar de volta à vida. A natureza da Mulher Selvagem nas mulheres é a mãe da vida e da morte em sua forma mais antiga. Como gira nesses ciclos constantes, eu a chamo de mãe da vida-morte-vida.”(Clarissa Pinkola Estés, 'O uivo: a ressurreição da mulher selvagem').

O objetivo do Curso Vida Selvagem é facilitar o seu processo de florescimento. Nesta trajetória a Coach e arteterapeuta Juliana Carneiro irá caminhar com você rumo a sua natureza profunda, o seu feminino selvagem, usando como base as tarefas da jornada de Vasalisa no conto da Baba Yaga, do livro “Mulheres que correm com os lobos” de Clarissa Pinkola Estés. Um poderoso programa on-line de autoconhecimento, totalmente lúdico, com exercícios práticos de coaching e arteterapia. Além disso, serão oferecidos hangouts  e um grupo privado no facebook com uma comunidade de mulheres conectadas ao mesmo processo de despertar.

Eu serei uma dessas mulheres que estará com você nesta jornada e também preparei um material especial para quem se inscrever no Curso exclusivamente através deste link:

– Uma aula introdutória do meu programa “Germinando Sementes”, onde compartilho meus conhecimentos sobre empreendedorismo ecofeminino, ajudando você gestar o seu empreendimento, conectando sua missão e talentos pessoais ao sonho coletivo de construção de um mundo mais sustentável.

Para você dar o primeiro passo nesta jornada, e conhecer o trabalho da Coach Juliana Carneiro te convido a acessar o Minicurso Gratuito Vida Selvagem.

 Você pode também ouvir os PODCASTS “Cara a Cara com a mulher Selvagem” da Juliana Carneiro,  aqui.

Te aguardo nesta jornada de autodescobertas e de empoderamento, para trilharmos juntas este caminho…

Com amor,
Marcela Zaroni

 

 

  • Antonia Aparecida Sousa da Sil

    Olá, sou uma dessas mulheres, aqui juntando uma mulherada para montar um coletivo feminino, será que vc poderia ajudar?
    Meu nome é Antonia Aparecida Sousa da Silva, sou promotora legal popular, nesse mês completo 60 anos, o objetivo é dar sustentabilidade as mulheres e tbm ser um espaço cultural, educacional, alimentação, buscando aqui inclusive as mulheres da agricultura familiar, mas temos mulheres da psicologia, cantoras, uma organizadora de um sarau, gente da dança e do teatro e advogadas , eu trabalho com alimentação saudável, entre outras tantas, queremos atingir as mulheres de baixa renda, mas utilizarmos o espaço para nos dar sustentabilidade e que todas possam atender socialmente, porém recebendo de quem pode pagar.
    Desde já agradeço, bj

    • MarZaroni Mawu

      Olá Antônia, você pode entrar em contato comigo pelo email: [email protected] ?