Yorimatã – Luhli e Lucina

Yorimatã - Luhli e Lucina

Overview

"Duas mulheres em meio ao movimento hippie dos anos 70 se unem pelo sonho de liberdade. Luhli e Lucina vivem em seu cotidiano criativo de uma comunidade alternativa a experimentação musical radical e se tornam pioneiras no cenário independente brasileiro. Com cerca de 800 composições, do violão aos tambores artesanais que constroem e tocam, dizem não às gravadoras e mergulham na umbanda e na criação artística. Seu companheiro de um relacionamento em trisal, o fotógrafo Luiz Fernando Borges da Fonseca, registra tudo em filmes super 8mm que, unidos a registros de shows por artistas independentes; e as filmagens atuais, recriam seu universo espírito-musical, num filme sobre a liberdade e a busca das raízes primitivas culturais brasileiras. Com registros e depoimentos de seus encontros musicais com Ney Matogrosso, Joyce Moreno, Gilberto Gil, Tetê Espíndola, Alzira Espíndola, Zélia Duncan, Antonio Adolfo, Luiz Carlos Sá, etc" (www.lulielucina.com.br/filme.html)

Metadata
Director Rafael Saar
Runtime
Release Date
Details
Movie Media Cinema
Movie Status
Movie Rating Masterpiece
Images
Actors
Starring: —
EMAIL
FACEBOOK0
FACEBOOK
GOOGLE
INSTAGRAM0
PINTEREST0
PINTEREST
Nós assistimos e indicamos…

ll-3Um filme documentário sensível que resgata a história das compositoras e artistas, Luhli e Lucina, que com seus tambores e cantos encantaram a cena da música brasileira nas décadas de 70 e 80.

Uma história de amor entre duas mulheres selvagens e libertas, que juntas compartilharam um amor, maternaram seus filhos e cocriaram intensamente centenas de músicas, muitas delas interpretadas por diversos expoentes da música popular brasileira como: Ney Matogrosso, Secos e Molhados, Milton Nascimento, etc.

Uma história que fala de cumplicidade, autênticidade, empoderamento, sororidade, parceria, conexão intensa com a natureza, espiritualidade, repleta de ensinamentos matrísticos. Um filme para Matricarias, “mulheres que correm com os lobos”, que buscam trilhar seus próprios caminhos, inspiradas por um propósito maior de ser, com amor, plenamente o que se é.

Trailer:

https://youtu.be/Yc-RDFzgDIk

Luhli e Lucina em uma das canções mais inspiradoras, Terra e Lua, que conta a história do nascimento de um filho gêmeo inesperado:

Terra e Lua
Luli e Lucina

“essa lua que me virou virou
esse gosto de leite bom
esse Oxóssi de opinião, já se vê
esse toque novo,
esse cheiro verde de neném
essa terra forte que quer querer
que quer crescer e que quer viver
que entrenta a morte, enfrenta a sorte
traça a trajetória do nosso sofrer
sofrer pela ausência do que nunca soubemos
o que estava ali oculto e ignorado
e que invadiu a nossa vida como um fogo
presente da sorte surpresa viva
repousa além da desdita
e além do fado
o oculto e belo significado
dessa mágica atração tão lado a lado
lua e terra, terra e lua
pulsando no ventre da natureza nua
lua e terra, terra e lua

a natureza tua mulher sabia
compartilhar teu sangue
entre teus dois destinos
dois mundos pequeninos
dois amores, dois meninos
dois tempos, dupla magia
sabíamos nós
como sabemos agora
que haja o que houver
seremos vida afora
testemunhas amantes
repartindo os instantes
sete somos e seremos eternamente
estejam todos longe ou presentes
organismo vivo
no número da sorte

repousa além da desdita
e além do fado
o oculto e belo significado
dessa mágica atração
tão lado a lado
lua e terra, terra e lua
pulsando no ventre da natureza nua
lua e terra, terra e lua

queria poder retirar
dos teus ombros o peso
da dor da ausência
e da saudade
lua espera a terra
e nisto se encerra
o segredo
de dois tempos mudos
e apesar de tudo
mesmo assim contudo
explode no peito o amor
pelas duas sementes
que Deus jogou
no destino da gente
lua e terra, terra e lua,
pulsando no ventre da natureza nua
lua e terra, terra e lua”